Atacadão dos Ovos em Timbaúba

Atacadão dos Ovos em Timbaúba

Restaurante e Lanchonete Panela de Barro, Rua Dr. Alcebíades, Centro de Timbaúba

Restaurante e Lanchonete Panela de Barro, Rua Dr. Alcebíades, Centro de Timbaúba

SERGIO SAT Segurança Eletrônica, Climatização e Antenas Fone: (81) 99228-9637 Rua Nova, Timbaúba

SERGIO SAT Segurança Eletrônica, Climatização e Antenas Fone: (81) 99228-9637 Rua Nova, Timbaúba

KS GAMES - A loja de Games e Eletrônicos em Timbaúba / Tel. 3631-2771

KS GAMES - A loja de Games e Eletrônicos em Timbaúba / Tel. 3631-2771

Careca Auto Center

Careca Auto Center

DanFest Timbaúba: Sua festa mais bonita

DanFest Timbaúba: Sua festa mais bonita

MP Serralheria Fone: (81) 9 9283-1336 Timbaúba

MP Serralheria Fone: (81) 9 9283-1336 Timbaúba

G SAT ANTENAS, Qualidade em Serviços

G SAT ANTENAS, Qualidade em Serviços

W.S. Eletrônica: Técnico Responsável: Wagner

W.S. Eletrônica: Técnico Responsável: Wagner

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Grupo é preso por tramar assassinato de vendedor de gás em Jaboatão

·   0

Na manhã desta sexta-feira (20), a Polícia Civil desencadeou a Operação Liquefeito, que cumpriu seis mandados de prisão nos municípios de Jaboatão dos Guararapes e Moreno, na Região Metropolitana do Recife. As prisões preventivas são referentes à investigação do assassinato do vendedor de gás Marinaldo Francisco Oliveira, idade não informada, morto em uma emboscada no bairro de Santo Aleixo, em Jaboatão, no mês de fevereiro.

Foram presos Ângela Arnaldo Silva Pereira, 51 anos, conhecida como “Côca”, e Eraldo Carlos Pereira, 52, apontados como os mandantes do crime. Vitor Alberto dos Santos França, 24 anos, o “Vitinho”, e Adilson Arnaldo da Silva, 40 anos, conhecido como “Juca”, são suspeitos de terem executado Marinaldo e também tiveram as prisões preventivas cumpridas. Paulo José Santana, 44 anos, foi preso por ter emprestado a moto para os assassinos. Por último, Fernando Joaquim de Santana, 27 anos, o “Nandinho”, preso porque seria o autor do telefonema que atraiu Marinaldo para a morte.

De acordo com o delegado Felipe Monteiro, à frente das investigações, Ângela teria tido um caso com Marinaldo e, insatisfeita com o término, arquitetou o crime. Ela falou para o marido, Eraldo, e para o cunhado, Adilson, que Marinaldo a teria assediado. A partir disso, o grupo começou a planejar a morte. Todos os envolvidos teriam consciência do homicídio e teriam sido participantes da premeditação e execução. A polícia agora vai concluir o inquérito e os suspeitos ficarão à disposição da Justiça.
     Do: JConline

Comente com o Facebook:

https://www.facebook.com/coisasdetimbaubaeregiao/posts/